O homem que enterrou Hitler – Marcelo Netto e Aldo Gama

“— Hitler não se suicidou às 15h12 do dia 30 de abril de 1945. Ele foi retirado de Berlim na noite de 28 de abril de 1945.”

Editora Contracorrente não sabe bem como qualificar esta obra. Trata-se do nosso primeiro título no universo da ficção ou temos em mãos inéditas revelações historiográficas? Cada leitora e cada leitor decidirá à sua maneira esse dilema, mas o certo é: estamos diante de um texto fascinante e envolvente.

Queremos acreditar que o “monstro” morreu no bunker, que foi covarde e que, com o seu suicídio, a humanidade foi vingada.

Ao se deparar com documentos e testemunhos contraditórios ao senso comum, porém, o leitor experimenta as mesmas surpresas que os autores tiveram ao longo de uma saga de 14 anos. Filtrada por uma lente lisérgica, a obra é uma espécie de reportagem ficcional que nos convida a discernir num mundo de absurdos reais o que é fruto da imaginação. De fato, não nos será fácil aceitar que Hitler escapou de Berlim e veio a falecer nos Trópicos, aos 81 anos, no dia 5 de fevereiro de 1971. Ainda mais que se encontra enterrado embaixo de um hotel alemão no Paraguai.

Detalhes do produto:
ISBN: 9786588470893
Título: O homem que enterrou Hitler
Editora: Contracorrente
Ano da edição: 2021
Nº da Edição: 1ª edição
Páginas: 211
Formato: Brochura
Autor: Marcelo Netto e Aldo Gama

Sobre os autores

Marcelo Netto é jornalista e mestre em Ciências Sociais. No início dos anos 2000, pediu demissão da Folha de São Paulo e paralisou seus estudos na USP para viver acampado com famílias do MST. É estudioso da relação entre a Teologia da Libertação e os movimentos anticapitalistas globais.

Aldo Gama nasceu no ano em que o homem pisou na Lua, embora não existam provas de que os fatos estejam relacionados. Jornalista, tem saudade da época em que comentaristas entendiam do tema que tratavam. Suas limitadas habilidades artísticas permitiram que também atuasse anonimamente como ilustrador.

Compre na loja virtual. Clique aqui!